Em Espírito e em Verdade

Em Espírito e em Verdade

Deus é espírito.

Por conta dessa realidade, Seu Filho Jesus ensina que Ele busca adoradores que O adorem em espírito e em verdade.

Quando diz em espírito, o Senhor elimina qualquer sentimento humano. Ou seja, exclui emoções provocadas pelos cânticos regados ao som dos instrumentos musicais.

Não é que os hinos e a música sagrada sejam maus. Mas, a bem da verdade, enquanto o fiel não nascer do Espírito não estará em condições de adorar em espírito, tampouco em verdade. Como adorar em espírito, se não tem a natureza do Espírito Santo?

Infelizmente, na maioria das vezes, o fiel é tão envolvido pelo apelo emotivo da música que acaba se rendendo aos caprichos do coração.

Deus é espírito. Só o nascido do Espírito Santo é espírito também. Não mais alma vivente, não mais emotivo ou coração de manteiga.

Muitos, no processo de libertação ou de novo nascimento, têm confundido as coisas espirituais com as emocionais. E é justamente aí que os espíritos enganadores operam a ilusão.

Adoração em espírito e em verdade envolve o racional humano, seu intelecto…

Deus é espírito. Significa que Ele é toda a inteligência e sabedoria. Como aceitaria adoração regada de sentimentos puramente humanos?

Jesus fez tantos milagres e arregimentou grandes multidões. Nem por isso foi glorificado. Mas quando alguns gregos quiseram vê-Lo, disse: “É chegada a hora de ser glorificado o Filho do Homem.” João 12.23

Por que não havia sido glorificado antes, quando abençoou o povo? Porque sabia que a glória do povo curado era motivada pelos milagres. Não porque Ele era o Filho de Deus.

Já os gregos eram diferentes. Eram inteligentes e queriam VER o Filho de Deus.

O mesmo se dá no meio do povo em geral. Glorificam a Jesus por conta de Seus favores. Não pelo que realizou no Calvário.

Muitos cristãos, apesar da sinceridade, não entenderam que adoração na base da emoção não tem sentido nem qualquer benefício. Antes, abre porta para espíritos enganadores entrarem.

É justamente isso que tem acontecido nestes últimos tempos. A tal de fanerose tem levado muitos a verdadeiras aberrações. Alguns incautos entram em “transe” (possuídos por demônios) e caem no chão como mortos; outros, também possuídos, andam de joelhos alegando serem leões como o Leão da tribo de Judá.

No momento em que o Senhor Deus deveria ser servido com o melhor da adoração, em espírito e em verdade, é o diabo que festeja o recebimento da “glória dos carnais”.

Os espíritos enganadores utilizam os corpos dos incautos para “adorar” na carne (emoção) e na mentira (engano).

Leitor (a) amigo (a), cuide para não ser enganado.
Pelo amor de nosso Senhor, pela sua salvação e em o Nome do Senhor Jesus Cristo, nunca oferte a Deus algo que não lhe custe nada.

Adoração em espírito exige uso do espírito humano para o Espírito de Deus. Palavras simples, sinceras e cheias de gratidão, de certeza e de amor verdadeiro. Palavras de reconhecimento de tudo o que Ele fez por você.

Aproveite este domingo e determine, desde já, ir à igreja com sede de adorá-Lo em espírito e em verdade.

Enquanto você lê essa mensagem, o Espírito Santo lhe toca, dando certeza de que vai auxiliá-lo (a) a adorar o Seu Filho em espírito e em verdade.

Sejam todos abençoados em o Nome do Senhor Jesus Cristo!




Envie seu comentário