Diante do Altar

Diante do Altar

Assentado diante do gazofilácio, Jesus observava como o povo lançava ali o dinheiro.” Marcos 12.41
O verbo observar trata de um exame atento e mais apurado.

Portanto, Jesus não estava sentado diante do altar como mero espectador. Seu grande interesse era saber como o povo ofertava.

Dinheiro é papel. Seu valor nominal pode ser enorme, ainda assim, é papel. Sua importância e representação pode ser ainda maior, inclusive de bom servo. Mas não deixa de ser papel.

A oferta também é papel. Se for ouro, é metal. Se for casa, é concreto. Se for carro, é ferro.
O que valoriza a oferta não é o seu montante. É a fé.

Fé de que Deus não ficará em débito com o ofertante, e, de acordo com Suas Promessas, há de recompensá-lo muito mais.

O peso da oferta está na certeza de que Deus existe e Se torna Galardoador dos que O buscam. Hebreus 11.6

Subitamente, entre os ofertantes, surgiu uma viúva pobre. Não era para estar ali. A Lei religiosa não permitia que uma mulher entrasse no Templo, além do Pátio das Mulheres.

Por tal motivo, é provável que ela tenha se aproximado do gazofilácio com sentimento de culpa. Além do que, suas moedas insignificantes não atendiam à determinação sacerdotal de valor mínimo exigido na oferta.

Some-se a isso o fato de as moedas cunhadas em Israel serem de valor muito inferior as do Império romano.
As moedas da viúva eram judaicas.

Portanto, a viúva tinha tudo para continuar sendo excluída, só e miserável. Era viúva, pobre, não podia estar diante do gazofilácio, sua oferta era desprezível, enfim, perante sua comunidade, nada havia nela digno de consideração.

Mas Quem estava ali, sentado junto ao gazofilácio, para pesar o coração dos ofertantes?

O Senhor Jesus Cristo, o Deus-Filho do Altíssimo.

Sabe por quê?
Ele estava ali por causa dela.
Ele continua sentado diante dos gazofilácios…
Ninguém O vê. Mas Ele vê a todos.
Porém, honra somente os desprezados, injustiçados, excluídos e sofridos que vêm a Ele de todo o coração, com todas as forças e de todo entendimento.

Chamando Seus discípulos, disse-lhes:
“…Em verdade vos digo que esta viúva pobre depositou no gazofilácio mais do que o fizeram todos os ofertantes. Porque todos eles (os ricos) ofertaram do que lhes sobrava; ela, porém, da sua pobreza deu tudo quanto possuía, todo o seu sustento.” Marcos 12.43,44




Envie seu comentário