A Bíblia proíbe o crente de ser fiador?

A Bíblia proíbe o crente de ser fiador?

Uma dúvida muito grande das pessoas é se a Bíblia é contra ou a favor a ser fiador de alguém. Volta e meia alguém é procurado e recebe uma solicitação de algum parente, amigo e até de algum irmão da igreja para que seja seu fiador em algum negócio. Antes de entrarmos na análise do que a Bíblia diz sobre o assunto, é bom lembrar o que significa ser fiador de alguém:

“Pessoa que abona outra, responsabilizando-se pelo cumprimento de sua obrigação ou dever; o que possui bens para suprir a falta de pagamento pelo devedor.” (Dicionário Michaelis Online)

Como vimos, o fiador deverá garantir o pagamento de alguma obrigação caso a pessoa que fez o contrato não o honre. Na prática, se a pessoa não pagar, quem deverá pagar é o fiador.




Ser fiador é proibido na Bíblia?

A BÍBLIA ME PROÍBE SER FIADOR DE ALGUÉM?

Em minhas pesquisas na Bíblia não encontrei nenhuma passagem bíblica que proíba alguém de ser fiador. Porém, isso não significa que a Bíblia incentive que isso deva ser feito. Pelo contrário, os versos bíblicos que falam sobre ser fiador de alguém são extremamente taxativos dos riscos desse ato. A Bíblia não vê com bons olhos o fato de sermos fiadores. Vejamos alguns desses textos:

Ser fiador é abrir a porta para o sofrimento de males: “Quem fica por fiador de outrem sofrerá males, mas o que foge de o ser estará seguro.” (Pv 11. 15)




Ser fiador é atitude de tolo, de alguém sem sabedoria: “O homem falto de entendimento compromete-se, ficando por fiador do seu próximo.” (Pv 17:18)

Ser fiador é colocar em risco seus bens mais básicos: “Tome-se a roupa àquele que fica fiador por outrem; e, por penhor, àquele que se obriga por estrangeiros.” (Pv 20:16)

Assim, fica claro que a Bíblia não nos proíbe de sermos fiadores, mas não vê com bons olhos a prática. No final das contas a decisão é de cada um. O que vale ressaltar é que não são poucas as histórias de pessoas que trouxeram sobre si e sobre sua família grandes dificuldades e sofrimentos por aderir a tal compromisso.

FUI CHAMADO PARA SER FIADOR, O QUE FAZER?

Não invente desculpas ou mentiras. Apenas esclareça para a pessoa as suas convicções, o que pensa sobre o assunto e o que a Bíblia diz. Esclareça que não é uma questão de desconfiar da honestidade da pessoa, mas de proteção de seu lar e vida financeira. No final das contas diga que existem outras alternativas no mercado (existem seguros, depósitos antecipados) que podem substituir a necessidade de um fiador.

VOCÊ JÁ FOI FIADOR DE ALGUÉM? COMO FOI A EXPERIÊNCIA?

Por André Sanchez
Fonte: http://esbocandoideias.com




Envie seu comentário